0

Como escrever um Relato de Caso

Um relato de caso é uma “descrição detalhada de casos clínicos, contendo características importantes sobre sinais, sintomas e outras características do paciente e relatando os procedimentos terapêuticos utilizados, bem como o desenlace do caso” (Parente, 2010). Devido a sua praticidade e eficácia, os relatos de caso tornaram-se bastante comuns na literatura das ciências da saúde.

Os relatos de caso “têm um valor central no descobrimento de novas doenças, tratamentos, efeitos inesperados, efeitos colaterais e para o ensino” (Kienle, 2009). Ainda segundo Kienle (2009), os relatos e séries de casos podem representar a evidência científica decisiva quando se trata de tratamentos não comerciais, os quais são sustentados em grande parte pela arte do médico.

Yoshiba (2007) enfatiza que, de acordo com a maioria das revistas científicas, a relato de um caso é passível de publicação quando “a entidade diagnosticada é rara, o tratamento é pioneiro ou tem alguma inovação, ou o resultado é inusitado”.

Escrevendo o relato de caso

Devido a sua importância, espera-se que os relatos de caso tenham ótima qualidade na sua preparação e exposição, com conteúdo e sequência apropriados, tal como os estudos clínicos. De forma geral, um manuscrito de relato de caso contém entre 1,500 e 2,500 palavras e entre 3 e 30 referências bibliográficas (Kienle, 2011). Espera-se que um relato de caso passou uma estrutura básica composta de: título, resumo/abstract, introdução, descrição do caso, técnica ou situação, discussão, conclusão, bibliografia, figuras, tabelas, gráficos e ilustrações. Entenda a seguir cada uma delas.

Título. Deve ser sucinto, descritivo e acurado (Yoshiba, 2007).

Resumo/abstract. Devem conter entre 150 e 200 palavras, expondo brevemente todos os pontos contidos no texto.

Introdução. Deve ser concisa, contendo informações sobre o assunto, contexto, mérito e objetivo. Lembre-se que na Introdução você deve atrair a atenção do leitor.

Descrição do caso. Faça uma descrição detalhada do caso seguindo a ordem cronológica dos acontecimentos. Adicione detalhes suficientes para que o leitor possa formular uma interpretação adequada. Remove dados supérfluos, como data de exames e dados não confirmados. Se o seu manuscrito trata de vários casos, descreva-os em sequência. Mantenha sempre o anonimato dos pacientes.

Técnica ou situação. Descreva cuidadosa e detalhadamente cada técnica que foi utilizada no caso. Dentre outras coisas, Yoshiba (2007) aponta a descrição de medicações utilizando seu nome comercial, nome do laboratório e dosagem. Possíveis efeitos adversos e interações das mesmas. Se for técnica cirúrgica, faça uma descrição suficientemente detalhada para que o leitor possa reproduzir a técnica de maneira fidedigna.

Discussão. Na discussão é importante enfatizar a importância e singularidade do caso, principalmente com base na revisão da literatura relevante ao tema. Opcionalmente, pode-se dedicar uma seção separada para a revisão da literatura;

Conclusão. Resuma os principais pontos abordados no relato de caso. Enfatize novamente a importância e singularidade do caso. Sugira recomendação e possíveis trabalhos futuros. Lembre-se que o manuscrito trata de um ou poucos casos, o que torna difícil generalizar as conclusões para outros contextos. Portanto, seja prudente em suas afirmações na seção de conclusão.

Bibliográfica. Essa seção contém a lista de referências bibliográficas que foram utilizadas. Se você o utilizar o FastFormat, todas as referências e citações serão formatadas automáticamente e você não precisará se preocupar com essa seção.

Figuras, tabelas, gráficos e ilustrações. Esses elementos podem ser utilizados para melhorar o entendimento do caso relatado. Pode-se colocá-los em uma seção separada do restante do texto ou, quando se tratar de algo essencial para o entendimento de algum trecho do texto, coloca-se próximo de onde o mesmo foi citado.

Para começar a escrever o seu relato de caso, acesse o FastFormat e selecione o modelo de Relato de Caso disponível na ferramenta.

Dica: antes de começar a escrever seu relato de caso, é importante ler e observar como são feitos os relatos de caso nas revistas de referência na sua área. Neles você poderá extrair várias idéias que ajudarão na modelagem do seu relato.

Referências

KIENLE, Gunver S.; KIENE, Helmut. Como escrever um relato de caso. Arte Med Ampl, v. 31, n. 2, p. 34-7, 2011.

PARENTE, RAPHAEL CÂMARA MEDEIROS; OLIVEIRA, M. A. P.; CELESTE, ROGER KELLER. Relatos e série de casos na era da medicina baseada em evidência. Bras J Video-Sur, v. 3, n. 2, p. 67-70, 2010.

YOSHIDA, Winston Bonetti. Redação do relato de caso. Jornal Vascular Brasileiro, v. 6, n. 2, p. 112-113, 2007.

::CLOUDFLARE_ERROR_500S_BOX::