O que é e quais são os Métodos Científicos?

O que é um método científico?

Podemos considerar como método científico o conjunto de passos que possibilita alcançar um determinado objetivo. Esse conjunto de passos determina um caminho ao qual o pesquisador terá segurança na investigação, característica importante para que se tenha bons resultados. Esse conjunto de passos é importante também para que o pesquisador consiga repetir e chegar nos mesmos resultados.

Diferença entre métodos e técnicas.

Podemos dizer que métodos e técnicas são coisas diferentes. Alguns autores defendem que a técnica é responsável por informar a maneira de fazer uma atividade. Desta forma, podemos dizer que a técnica é responsável por informar como fazer, enquanto que o método estabelece o que fazer. A forma de aplicação do método é a técnica.

Método Indutivo

Quando definimos uma lei geral ou afirmamos algum princípio geral a partir de observações feitas de um determinado fenômeno, assim como, a identificação de repetições nessas observações. É baseado no fato de que se um fenômeno se repete em futuras observações ele ocorrerá novamente.

A lógica do pensamento indutivo é que a partir de casos particulares registrados e enumerados, podemos concluir algo.

Exemplo de Método Indutivo

  • Observação 1: O peixe da espécie X que vive no mar tem 90% de omega 3 em sua pele.
  • Observação 2: O peixe da espécie Y que vive no mar tem 90% de omega 3 em sua pele.
  • Observação 3: O peixe da espécie Z que vive no mar tem 90% de omega 3 em sua pele.
  • Observação 4: O peixe da espécie A que vive no rio tem 10% de omega 3 em sua pele.
  • Os peixes X, Y, Z são do mar. Logo, todos os peixes do mar tem 90% de omega 3 em sua pele.

Para que se chegue nessa indução três passos são de fundamental importância.

  • Observações: os fenômenos são observados para que se identifique as causas de sua manifestação.
  • Descoberta da relação: são feitas comparações para aproximar os fatos ou fenômenos, assim descobriremos a relação existente entre eles.
  • Generalização: diz respeito a generalização da relação encontrada no passo anterior. Quanto maior o número de observações maior será a força dos seus resultados.

Método Dedutivo

É o método que utiliza o raciocinio lógico para chegar a conclusões mais particulares/específicas a partir de princípios e preposições gerais. Consiste na extração de uma verdade particular a partir de uma verdade geral na qual ela está implícita.

Exemplo de método Dedutivo

  • Todo peixe do mar tem 90% de omega 3 em sua pele.  (verdade geral)
  • O peixe da espécie X é do mar. (verdade específica/particular)
  • Logo, O peixe X tem 90% de omega 3 em sua pele. (conclusão)

Método hipotético-dedutivo

Quando temos um conjunto de informações que não é suficiente para explicar um fenômeno, temos um problema. Para tentar explicar o problema podemos criar hipóteses, que serão testadas quanto a sua validade. Se a hipótese passar por vários testes de validação, temos um indicio forte de como explicar o fenômeno. Lembramos que essa hipótese será exposta a outros testes que podem rejeita-la. Quanto maior o número de testes da hipótese, mais forte serão seus argumentos e achados.

Desta forma se uma verdade for aceita, não significa que ela seja considerada verdadeira. Ela é apenas uma verdade que ainda não foi falseada.

Exemplo de Método Hipotético-Dedutivo

Estudando um ambiente, o pesquisador acha (hipótese) que a causa da mortalidade dos peixes de um lago seja devido a presença de determinada planta aquática. Desta forma, solicita que  as plantas sejam removidas do lago. Se a hipótese do pesquisador for justa, a mortalidade dos peixes vai diminuir, se ela não diminuir, é porque a hipótese é falsa ou insuficiente para chegar a uma conclusão.

Método dialético

Primeiro definimos uma tese considerada como sendo uma provável verdade, depois temos a antítese que vai negar a tese apresentada anteriormente. No embate resultante entre a tese e antítese surge a síntese. Essa síntese pode dar origem a outra tese e dar-se inicio a um novo ciclo. Esse ciclo acontecerá até que a tese não seja contestada.

Exemplo do Método dialético

  • O pesquisador A atribui a mortalidade dos peixes à vegetação encontrada no lago. (tese)
  • O pesquisador B afirma que a mortalidade dos peixes é causada pela alta concentração de cromo na água. (antítese)

No final de muitas discussões, os dois acreditam que existe uma combinação de fatores que influenciam na mortalidade e que parte dela é caudada pela vegetação e pelo cromo presente na água. (síntese)

Método Estatístico

Esse método utiliza a estatística para investigar um determinado fenômeno. O método contribui para a coleta, a organização, a descrição, a análise e a interpretação dos dados. Esse método está relacionado com a quantificação, análise e interpretação dos dados coletados a partir de técnicas estatísticas como média, moda, mediada, etc.

A estatística permite fazer generalizações a partir de uma amostragem ou ocorrência de determinado fenômeno. Desta forma, é possível determinar em termos numéricos a probabilidade de acerto de determinada conclusão, além disso, é possível calcular a margem de erro dessa conclusão.

Método Comparativo

A investigação é feita por meio da análise de dois ou mais fatos e fenômenos, analisando as diferenças e similaridades existente entre eles. Esse método é bem versátil e pode ser utilizado em diferentes áreas de conhecimento, desde ciências sociais por exemplo comparando dois grupos, até na química comparando substâncias diferentes.

Método Experimental

Esse método científico submete o fenômeno estudado a influência de variáveis controladas para analisar o impacto dessas mudanças no objeto estudado. Esse tipo de método exige que o pesquisador faça um planejamento rigoroso de como será feito.

Exemplo de Método Experimental

Seja X o fenômeno estudado, que ocorre na presença dos fatores, A, B, C e D. A idéia é controlar os fatores para identificar qual deles influência ou anula a ocorrência dos demais. Assim analisamos o cenário abaixo:

  • A,B e C produzem X
  • A, B e D não produzem X
  • B, C, e D produzem X

Com base nesses resultados podemos concluir que C precisa acontecer para que se tenha X. Se removermos os demais e mesmo assim X acontecer, podemos dizer que C é condição necessária e suficiente para que X aconteça.

Add comment

::CLOUDFLARE_ERROR_500S_BOX::

Notice: Undefined index: sab_desc_style in /var/www/html/wp-content/plugins/simple-author-box/inc/class-simple-author-box-helper.php on line 1025