fbpx

Revisão de Literatura: cuidado com o plágio!

Quando vamos fazer um TCC, um tópico essencial é a consulta ao material já produzido sobre o tema que escolhemos: assuntos principais, a contextualização, o histórico, dentre muitos outros pontos que servirão como referencial teórico para a pesquisa. Porém, devemos ter cautela na utilização da produção de outros autores; temos que ter cuidado com o plágio na revisão de literatura.

Nessa postagem vamos tratar de alguns itens relacionados aos cuidados que devemos ter para não incorrer em plágio nas nossas publicações acadêmicas.

Plágio na produção científica

De maneira bem simples, é considerado plágio quando reproduzimos um texto original sem dar os devidos créditos ao autor, ou seja, quando fazemos uma transcrição literal. Também está incluído na situação de plágio, desenvolver seu próprio texto baseado nas ideias de outro autor sem fazer referência a obra e ao seu criador.

É considerada a pior falta de ética do mundo acadêmico a utilização de plágio. Uma banca examinadora quando detecta má fé por parte do escritor, com certeza leva o trabalho de conclusão de curso, seja ele, relatório final ou uma tese, à reprovação sumária.

Ao cometer plágio em artigos científicos, o autor corre o risco de além de ter sua publicação rejeitada, de ter seu nome atrelado à desonestidade e muitas “portas da carreira acadêmica” lhes serão fechadas, além de poder ser enquadrado na lei de direito autoral e de propriedade intelectual.

Cuidado para não cometer plágio na Revisão de Literatura

Algumas vezes por falta de experiência ou de atenção deixamos passar trechos inteiros de plágio.

A melhor estratégia para escrever seu texto científico sem cometer plágio é seguir as normas atuais da ABNT para escrita científica, citações e referências.

Um texto, apoiado em citações referenciadas para montagem e execução têm maior credibilidade entre a comunidade científica.

A forma correta de fazer sua redação é dissertar com suas palavras e acrescentar a referência de toda e qualquer ideia que expressar. Ao ler um parágrafo do seu trabalho onde não há citações, o leitor intuirá que os conceitos são todos seus. Caso não sejam, pode caracterizar um plágio.

O termo latino apud significa que você estará fazendo uma citação que está contida em outra citação. Um tipo de citação indireta que deverá ser evitado na sua redação, visto que, pode ser interpretado como falta de criatividade para escrever. Somente deve ser usado se a informação for essencial e não houver outra alternativa para encontrar o original.

Mas, então não se pode fazer uma citação direta de uma obra? Claro que sim! No entanto deve-se seguir as normas da ABNT. Se você não sabe como fazer, veja este artigo em nosso blog “Citação nas normas e regras da ABNT

Tipos de plágio mais comuns em revisão de literatura

Um tipo de plágio bastante frequente em trabalhos acadêmicos, é conhecido como plágio mosaico, onde o escritor reúne trechos de diferentes fontes, faz pequenas modificações, porém sem dar crédito a nenhuma delas. Aos pares da área que geralmente são quem analisa as obras, deverá ficar evidente a cópia.

O cuidado com o plágio não está restrito apenas à escrita. Publicar dados quantitativos, imagens, figuras, sem fonte, também é considerado plágio dentro do ambiente científico-acadêmico.

Exemplo: … o número de alunos reprovados na 6ª série do colégio XYZ em 2017 foi de 34. Sendo, 18 acima dos 14 anos de idade. (Quem disse?)

Está caracterizado plágio ainda:

  • a citação de autores que não foram consultados
  • a inclusão de nomes de pessoas que não participaram da elaboração da obra
  • a exclusão de quem participou
  • reclamar a autoria de trabalho que não realizou
  • alterar a ordem da nomeação de autoria e coautoria dos trabalhos
  • e publicar o mesmo artigo em revistas diferentes

O Autoplágio é chamado assim quando um autor repete parágrafos inteiros de suas próprias publicações em textos diferentes. Diz-se que ele está copiando a si mesmo.

Cuidado com plágio em revisão de literatura e indícios de cópia  

Em geral, um texto onde se apresenta uma discrepância muito grande entre os parágrafos, em forma e/ou conteúdo, chama a atenção do examinador. Muitas vezes, o autor desavisado utiliza textos online sem saber que já existem diversos programas para detectar plágio ou trechos muito semelhantes em obras.

Atualmente, para a maior parte dos trabalhos acadêmicos é requerida uma cópia em forma eletrônica. Isto é importante para facilitar a pesquisa por plágio em muitos indexadores.

Agora que você já sabe mais sobre plágio, escreva seu trabalho e traga para a FastFormat colocar dentro das normas vigentes da ABNT e não correr o risco de ter seu documento barrado.

Bom Trabalho!

Add comment

::CLOUDFLARE_ERROR_500S_BOX::