O que é um estágio supervisionado para professores?

O que é um estágio supervisionado?

Não tem como escapar: o estágio supervisionado faz parte da vida de todos os professores de licenciatura. O estágio curricular supervisionado é indispensável durante a formação de docentes, pois é o momento da relação entre teoria e prática, de saber como lidar com muitos alunos em uma só sala, conhecer a realidade da profissão que optou por seguir e desempenhar. E nada melhor do que a experiência para nos ajudar a assimilar o conhecimento e efetivamente pôr tudo em prática.

A prática de ensino e o estagio supervisionado na formação de professores não é o mais trabalhoso neste período de conclusão de estágio. O tão famoso relatório é que tira o sono de muitos estudantes que estão concluindo esta etapa. Ir a campo, colocar a teoria em prática, lidar com alunos e com o dia a dia sendo um educador acaba sendo bastante confortável para o estudante que está a tantos anos se preparando para a profissão. Porém, é o relatório que será o resumo de toda a experiência que ele vivenciou nestas semanas durante o estágio curricular supervisionado.

Por isso, daremos um passo a passo aqui de como montar o seu relatório de estágio supervisionado, usaremos como exemplo o de pedagogia de ensino fundamental, apenas como base.

1º passo: MODELO SEGUINDO AS NORMAS DA ABNT

Não tem como fugir, a ABNT é quem ditará as regras de formatação do seu relatório de estágio supervisionado. Algumas bibliotecas das universidades disponibilizam as normas que devem ser seguidas na construção do documento. Você pode pedir para que a equipe do Fastformat faça o template considerando tais normas.

2º passo: CARACTERIZAÇÃO DA INSTITUIÇÃO

Você deve apresentar informações da escola onde realizou o estágio supervisionado, afim de ambientar o leitor ou avaliador do seu relatório sobre o local e as características da instituição. Aqui você pode colocar o ano de fundação da escola, se é uma escola privada ou pública, a história da instituição, informações sobre o corpo docente e também sobre as séries que a escola oferece.
Além disso, você também deve relatar sobre o ambiente, como são as salas, o pátio, os banheiros e os equipamentos que a escola tem disponível para os alunos e professores.

3º passo: APRESENTE AS SUAS AULAS MINISTRADAS

Não importa quantas aulas você teve que ministrar durante o seu estágio supervisionado, você terá que apresentar detalhadamente os seus planos de aula e apresentar cada aula, mostrando a finalidade daquela aula, conhecimentos apresentados, recursos utilizados e os cronogramas de trabalho para a aula. Você pode colocar os materiais de aula como anexo no seu relatório.

Para isso, é imprescindível você manter um diário de bordo durante o estágio, com detalhes sobre o planejamento das aulas, detalhes importantes as aulas, todos os projetos desenvolvidos, quais os livros utilizados, quais foram as suas percepções como professor em relação ao aprendizado dos alunos para cada aula dada.

Apresente aqui também quando iniciou a observação, quando ocorreu a coparticipação entre você e o professor que supervisionava e o início da regência, bem como o término do estágio.

4º passo: ANÁLISE CRÍTICA SOBRE AS AULAS MINISTRADAS

Sim, você deve fazer uma autoanálise crítica e até mesmo reflexiva sobre o trabalho que foi executado por você durante esse período. É um momento de bastante aprendizado com os possíveis erros e aprender com as aulas que apresentaram resultados satisfatórios

5º passo: CONCLUSÃO

É hora de situar este trabalho no quadro de sua formação geral. Você fará na conclusão a síntese das novas competências adquiridas, bem como os benefícios que esta oportunidade lhe trouxe para se tornar um melhor professor!

Agora é “mãos à obra”. São apenas 5 passos, mas cada um deles tem uma exigência grande de tempo e de empenho para o desenvolvimento de um bom relatório de estágio supervisionado! Boa sorte!

 

Conheça o Fastformat:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.