Fundamentação Teórica: como não errar

Uma das partes mais trabalhosa de todos os trabalhos acadêmicos é a pesquisa e a escrita da Fundamentação Teórica. Sejam trabalhos de conclusão de curso (TCC), artigos de revista, ou ainda relatórios parciais e finais, vai ser sempre necessária uma revisão da literatura já produzida sobre o assunto. 

Nenhuma pesquisa surge do nada. Algo já deverá ter sido feito para que desperte o interesse de quem vai desenvolver um trabalho científico. Inclusive há trabalhos, como em algumas dissertações e teses onde um capítulo é dedicado unicamente para a Fundamentação Teórica, ou como também é conhecida, Referencial Teórico, Revisão Bibliográfica ou ainda por Revisão de Literatura.

Para saber se no seu trabalho é necessário dedicar um capítulo à Fundamentação Teórica você deverá conhecer as normas de sua instituição de ensino ou, no caso de artigo ou capítulo de livro, por exemplo, as regras do corpo editorial.

Mas não precisa se assustar porque estamos aqui para ajudá-lo a se desembaraçar desta tarefa da maneira mais prática possível, sem perder em qualidade.

Para que serve a Fundamentação Teórica

Serve para dar embasamento teórico aos trabalhos científicos, desde o projeto de pesquisa até a redação final da sua monografia. A literatura deve ser direcionada ao que se trata o seu problema de pesquisa, histórico, metodologias, resultados. Mostra as opiniões nas quais você se baseou para formar o seu ponto de vista.

O referencial teórico também ajuda a realizar interpretação dos dados e a discussão dos resultados, por comparação com resultados encontrados em outros trabalhos, na determinação da metodologia a ser adotada e na qualificação da pesquisa.

Exemplo:

 …diferente do descrito por Fulano (2009), quando encontrou correlação positiva entre o fator X e a variável Y, nesta pesquisa não houve correlação entre os mesmos elementos.

Como começar a fazer sua Fundamentação Teórica

É importante que antes de começar sua pesquisa bibliográfica você já tenha delineado, além do tema central, seus objetivos e metodologias. A palavra do seu orientador é sempre indispensável. Converse com ele sobre as leituras que você deverá fazer e qual caminho seguir nos seus argumentos.

Se você ainda não conhece, procure informações de autores que se destacam na área de sua pesquisa. Uma boa fonte são as próprias referências bibliográficas de artigos. Consultando diversos artigos você encontra os pesquisadores mais atuantes dentro do seu assunto e, através destas referências localiza e consulta as diferentes abordagens de cada um.

Ao destacar os pontos principais da sua pesquisa e procurar por publicações relacionadas a cada ponto, não se atenha a opiniões de um ou dois autores. Diversifique suas referências o quanto pudersobre seu tema com autores que expõem pontos de vista diferentes sobre o mesmo assunto.

Determinar o intervalo de tempo para pesquisa é importante para delimitar até onde procurar. Por exemplo, até dez anos, até quinze anos, etc. Se for uma fonte muito importante, mas que esteja fora do tempo estabelecido, deve ser citada.

Contextualizar sua pesquisa também é extremamente importante. Portanto, informe-se de trabalhos recentes ou em andamento que deem importância ao seu trabalho caracterizando-o como de utilidade para solução de problemas atuais ou mesmo para uma melhor compreensão do mundo.

Meios de buscas por material para Fundamentação Teórica

Existem várias formas de se fazer a pesquisa por bibliografia. Atualmente com a facilidade do mundo virtual, podemos entrar em contato com publicações em todas as áreas do conhecimento, em diferentes idiomas sem sair de casa.

Contudo, a biblioteca não deve ser esquecida. Não somente pelo acervo que lhes caracteriza como também por encontrarmos lá pessoas capacitadas para, por exemplo, nos indicar onde procurar material histórico ou bem recente sobre seu tema de estudo.

Geralmente os instrumentos de busca utilizam o sistema de procura por palavra-chave. Você precisa identificar o tema central do seu assunto. Se o tema for muito amplo, por exemplo “Preservação Ambiental”, procure no objetivo geral qual é o objeto a ser analisado. Neste caso, poderia ser: “investigar o impacto das embalagens bioplásticas na preservação ambiental”.    

Então, você poderia usar como palavras-chave para sua busca inicial, além de preservação e ambiental, também: impacto ambientaltipos de embalagensfabricação de bioplásticosuso de bioplástico para embalagens, etc.

Para consultas online temos a base de dados Scielo que reúne publicações de todos os campos científicos. Algumas fontes necessitam de assinatura, mas, sua universidade pode ter convênio com estas revistas. Informe-se.

Outra fonte de buscas é o Google Acadêmico onde você encontra além das publicações mais acessíveis, resumos publicados em anais de eventos, como congressos e simpósios que também são fontes para pesquisa.

Você ainda pode consultar o Banco de Teses e Dissertações da CAPES (Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), onde dissertações e teses são armazenadas, muitas delas não publicadas em forma impressa.

Além destes, existem outras fontes de busca que você mesmo pode encontrar dentro da sua área específica.

Conduzindo a pesquisa Bibliográfica

Para guia-lo na pesquisa, consulte seus objetivos específicos e em torno de cada um compile informações pertinentes. A cada um deles pode ser atribuído um subtítulo e ainda este ser dividido em sessões.

Primeiro, você pesquisa autores que apresentam os conceitos. Depois, você procura outros autores que baseados nos conceitos iniciais, realizaram trabalhos práticos e mostra seus resultados. 

Exemplo:

De acordo com FULANO (2010) a metodologia do ensino público deverá ser a mesma adotada na rede privada. No entanto, BELTRANO (2013) nota que uma diferença social se reflete negativamente na adaptação das práticas aplicadas nas escolas particulares para as políticas públicas de ensino.

Selecionando autores conhecidos e citados em outros trabalhos você estará mais próximo de ter em mãos material confiável para apresentar no seu texto. Se não puder determinar a veracidade a qualquer trabalho, melhor suprimir o trecho.

É para colocar tudo que encontrar na Fundamentação Teórica?

Não. Você deve ler criteriosamente as publicações e conferir suas fontes. Além de ler cada fonte da sua referência, você destacar o trecho que vai utilizar em citação ou na obra que vai se basear para escrever a sua.

Na verdade, além de selecionar, você vai ter que interpretar e marcar as partes de interesse. Na prática, você não vai poder absorver tudo que vai ler, nem mesmo vai conseguir relacionar a citação ao pé da letra. Mas não se apavore! Existem técnicas para ajudá-lo nessa hora. 

Uma das técnicas usadas na montagem de um Referencial Teórico é o fichamento.

Mas, como se faz um fichamento de bibliografia? Basicamente, você vai colocar em uma ficha os dados bibliográficos, como autor, obra, ano da publicação e o número da página da qual você vai fazer a citação.

Cada ficha corresponde a uma fonte bibliográfica e deve conter um resumo sobre o que se trata e/ou a transcrição literal do autor, no caso de fazer citação direta. Saiba mais sobre isso no artigo do nosso blog: “Fichamento: como fazer, tipos e exemplos”.

Essa técnica facilita muito na hora de compor sua escrita. Muito mais ainda se você já fizer as anotações em formato eletrônico e seguindo as normas da ABNT, pois então, você poderá incluir no seu texto com toda facilidade.

Como compor o texto da sua Fundamentação Teórica

Para facilitar a composição da sua Fundamentação Teórica faça um planejamento para estruturação em títulos e subtítulos. O tema central do seu assunto deverá iniciar sua revisão. Pesquise e selecione o que outros autores dizem sobre seu objeto de pesquisa.

A Fundamentação Teórica é um texto organizado, com conteúdo conectado de maneira lógica. Deve ser escrito de forma que favoreça ao entendimento. Não é somente reunir referências e coloca-las de maneira aleatória. 

Por exemplo, não destaque uma “frase solta” no meio de um artigo para preencher lacunas no seu texto. Assegure-se de que tal frase esteja em um contexto que se refere diretamente ao que você vai denotar. 

Seu texto autoral deve contribuir com a maior parte da redação do que as citações diretas, aproximadamente 80% para suas palavras.

Hora de escrever seu texto de Referencial Teórico

O objetivo do embasamento teórico de um trabalho não é criar conhecimento novo, mas sim, relatar o trabalho que outros autores desenvolveram sobre o tema de sua pesquisa. Porém, a redação é sua. Você deverá fazer uma narrativa totalmente baseada nas opiniões destes autores.

Neste ponto, é necessário observar com cuidado como fazer a citação de outros autores. Lembre-se que não é a sua opinião que será citada. Será preciso fazer a referência devida para não incorrer em plágio. É um texto descritivo, em terceira pessoa, onde não se colocam opiniões pessoais.

Na redação ou na utilização de qualquer referência literária, deve-se seguir fielmente as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para citação direta ou indireta e para fazer a respectiva referência bibliográfica.

Use o mínimo necessário a citação de citação, ou seja, a expressão apudsó deverá ser usada quando realmente for indispensável. Se for possível encontre a fonte original.

Procure não fazer muitas citações diretas. Se fizer não as faça muito longas, com no máximo 3 linhas. Veja como fazer citações aqui no nosso blog na postagem “Citação da Citação, Citação Direta e Indireta: Normas ABNT

Agora, com nossas dicas e com o Fastformat para colocar suas citações e referências nas normas da ABNT vai ficar muito mais fácil escrever a Fundamentação teórica do seu trabalho.

Bom trabalho!

Add comment

::CLOUDFLARE_ERROR_500S_BOX::